Desenvolvimento, meio ambiente e produção do espaço: análise de indicadores socioeconômicos e ambientais na Bacia do Itajaí (SC)

  • Rogério Goulart Junior Epagri/Cepa
Palavras-chave: desenvolvimento e meio ambiente, indicadores socioeconômicos ambientais, bacia hidrográfica do Itajaí (SC)

Resumo

O processo de crescimento econômico pode ser questionado a partir do problema ambiental e dos conceitos de desenvolvimento sustentável e sustentabilidade da economia neoclássica, em relação à economia ecológica. Mas é preciso compreender os conflitos entre o capital e o trabalho no tocante à apropriação dos recursos e da riqueza natural, e o impacto ambiental da acumulação capitalista gerada pelas frações de capital na urbanização resultante da divisão do trabalho no espaço urbano brasileiro. Na produção espacial são estudados alguns aspectos da formação socioespacial e territorial a partir do recorte da bacia hidrográfica, focalizando a bacia do Itajaí, em Santa Catarina. Assim, foram realizadas análises estatísticas descritivas de municípios e usuários de água, e, ainda, foram analisados indicadores socioeconômicos e ambientais municipais por meio de análise de correlação e análise multivariada de clusters e componentes principais. Na análise dos componentes principais verificou-se que os menores valores para o índice de gestão de recursos hídricos ocorreram em municípios com predomínio de atividades pecuárias, o que pode indicar a necessidade de um melhor controle e participação municipal em ações relacionadas aos recursos hídricos locais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-01-01
Como Citar
Goulart Junior, R. (2017). Desenvolvimento, meio ambiente e produção do espaço: análise de indicadores socioeconômicos e ambientais na Bacia do Itajaí (SC). Revista Catarinense De Economia, 1(1), 159-182. Recuperado de https://www.apec.pro.br/rce/index.php/rce/article/view/11