Sobre a Revista

Escopo

Editada desde o primeiro semestre de 2017, pela Associação de Pesquisadores em Economia Catarinense (APEC), a Revista Catarinense de Economia (RCE) tem por objetivo socializar e fomentar o debate em Economia Catarinense, Economia e suas áreas afins no campo das Ciências Sociais Aplicadas e Humanidades em uma perspectiva crítico-social com vistas à pluralidade de ideias. Publicamos trabalhos inéditos de autores(as) nacionais e estrangeiros(as) que estejam comprometidos com a produção de novos conhecimentos e a divulgação de saberes acumulados. Além de artigos, ensaios e resenhas, também publicamos em cada número um texto clássico de economia catarinense que contribuiu para promover o debate em torno de questões relevantes para a economia e a sociedade catarinense.

Periodicidade

A Revista Catarinense de Economia tem a periodicidade semestral.

Processo de avaliação

Os textos originais serão analisados, primeiramente, pelos editores da RCE, que observarão o seu perfil e as normas exigidas pela Revista. Após ser aprovado pelos editores, o texto será enviado para avaliação duplo-cega de pareceristas externos. Na sequência, após a conclusão dos pareceres, o trabalho retornará para os(as) autores(as) com as devidas observações dos avaliadores(as).

É da autoria a inteiramente responsáveis pelas revisões de ortografia e gramatica dos textos publicados. 

Política de acesso livre

A Revista Catarinense de Economia não cobra nenhuma taxa para o processo de submissão, avaliação, edição e publicação. Todo o seu conteúdo é de livre acesso.

Código de ética

A Revista Catarinense de Economia está em conformidade com as diretrizes definidas pelo COPE (Committee on Publication Ethics), que regulamenta o código de ética dos periódicos científicos no que tange a: autores(as), editores(as) e avaliadores(as). A revista se esforça para assegurar a originalidade dos artigos submetidos, inclusive por meio de ferramentas de identificação de similaridade de textos.

Boas práticas editoriais em matéria de igualdade

A RCE declara seu compromisso com a igualdade de oportunidades entre mulheres e homens na área de pesquisa em economia catarinense. Reservamos um percentual mínimo de 40% de mulheres no Conselho Editorial e na Comissão Científica, medido em conjunto, e um percentual mínimo de 40% de mulheres como revisoras dos trabalhos enviados à revista. Também nos comprometemos com a inclusão do nome completo da autoria dos trabalhos publicados e recomendamos o uso de linguagem inclusiva nesses trabalhos.